BIKELOKO

08 Dicas para Ter um Bom Desempenho no Ciclismo

Pedalar por longas distâncias não é nada fácil, ainda mais quando nos deparamos com grandes subidas e morros que parecem não ter fim, certo? Portanto, para poder lhe ajudar nessas difíceis situações, criamos este artigo para esclarecer a você como ter um bom desempenho no ciclismo.

Se você realmente gosta desse esporte, certamente procura ter um bom desempenho nessa atividade, porém, ao contrário do que muitos imaginam, é mais do que importante conhecer algumas dicas, as quais, podem lhe auxiliar e muito nessa atividade.

Sendo assim, se a sua principal preocupação era como conseguir ter um desempenho no ciclismo bem melhor e mais satisfatório, fique tranquilo, pois é exatamente com isso que iremos lhe ajudar.

Dicas de como ter um bom desempenho no ciclismo em longas distancias

Primeiramente devemos ressaltar a importância de que é essencial realizar exames clínicos antes de qualquer competição que você irá fazer, para assim, ter a plena certeza de que está aptil a realizar as atividades desejadas por você.

Confira logo abaixo as principais dicas de como conseguir ter um bom desempenho no ciclismo em longas distâncias:

-Respiração:

Ciclista subindoA respiração é o ponto mais importante na prática de qualquer atividade física, através da boa e correta respiração, conseguimos nos manter estáveis para podermos concluir qualquer tipo de prova.

Nas subidas longas, o melhor que temos que fazer é respirar fundo. Inspirar bastante e devagar, até encher bem os pulmões, para depois soltar o ar como se estivesse soprando a chama de uma vela.

Inspirando pelo nariz, o ar entra mais devagar, é filtrado, aquecido e isso permite que você não fique com a sensação de boca seca. Você pode soltar o ar também pelo nariz, mas isso pode dar sensação de falta de ar, devido à demora em voltar a inspirar.

Portanto, ao expirar, esvazie bem os pulmões, colocando para fora todo o ar que você havia inspirado, para eliminar todo o ar que já foi usado e poder encher os pulmões com um novo ar.

Entretanto, se você inspirar e expirar mais rápido que o indicado, sem encher totalmente os seus pulmões, seu coração vai bater mais rápido e com isso você irá se cansar mais, já se você inspira e enche totalmente o seu pulmão, você poderá ter um percurso mais tranquilo e menos cansativo.

            Existem pessoas que acham impossível fazer a respiração correta, mas conforme você vai treinando, a sua capacidade respiratória vai aumentando e com o passar do tempo, você ficará menos ofegante nas subidas.

-Ritmo das pedaladas:

Ciclistas em subidaOutro ponto que vale a pena dar toda a atenção é o ritmo das pedaladas. Se você mantiver um bom ritmo durante o seu percurso, provavelmente terá um excelente desempenho no ciclismo de longas distâncias.

            Além disso, existem algumas pesquisas que foram realizadas que afirmam que, se manter o ritmo em 90 RPM, permite que você tenha uma melhor utilização do oxigênio, tanto em percursos retos como em percursos de subidas.

O motivo desta velocidade no ritmo é que se você girar muito rápido ficará ofegante, se girar devagar, fará mais esforço e sentirá rapidamente o cansaço muscular, portanto, se seguir o ritmo adequado, você permanecerá estável e com condições mais resistentes para concluir o percurso.

-Postura:

Imagem Ciclista com musculos definidosO que a grande maioria não sabe é que a postura que você fica no momento em que esta pedalando também pode ser um fator crucial no desempenho deste tipo de atividade.

Por mais que muitos achem que não, a postura também é algo que influencia muito o desempenho no ciclismo. Pedalar em pé como alguns tem costumes, cansa bem mais, embora alguns ciclistas prefiram fazer isso pelo fato de ajudar em subidas.

Mas, se você quiser tentar este meio, basta você usar o seu peso para impulsionar o pedal para baixo e os seus braços para pender a bicicleta para o lado contrário o qual está fazendo pressão com os pés. Esta forma de pedalar melhora o rendimento, melhora a musculatura superior e cansa menos.

-Suspensões:

Um problema de pedalar em pé é que as suspensões, tanto a dianteira como a traseira caso as tenha, roubarão mais força da pedalada, afundando cada vez que você desce o pé. Outro ponto ruim é que o centro de gravidade fica mais à frente: se o chão estiver escorregadio ou com pedras soltas, a roda de trás vai patinar.

-Técnicas:

tensões no ciclismoAlguns dos que pedalam sentados usam uma técnica de “remar” com o guidão, puxando ele para trás conforme se aplica força adiante nos pedais. Se a subida estiver realmente puxada, isso ajuda, mas é preciso ter força nos braços porque esta forma cansa bastante. Essa técnica também ajuda a evitar que a suspensão dianteira roube energia da pedalada.

A altura do selim, também é algo que devemos prestar atenção. O selim deve estar na altura correta, afinal de contas um banco muito baixo acaba forçando muito o joelho e isso pode causar dores.

Para colocar o selim na altura correta, faça o seguinte: sentado no selim, com o pedal na parte mais baixa da curvatura da pedalada, coloque o pé em cima dele na posição em que você costuma pedalar, a perna deve ficar quase esticada por completo.

O ajuste fino da altura do selim varia de pessoa para pessoa, porém, use o que for mais confortável para você e o que se adaptar melhor com sua altura.

Mas, não se esqueça de que quanto mais dobrada a perna estiver, maior o esforço no joelho e por outro lado, se a perna estiver muito esticada você ficará “rebolando” no selim enquanto pedala e também pode ocasionar dores nas partes posteriores do joelho.

-Zigue-Zague:

Mulher ciclistaOutra dica que resolvemos citar neste artigo para se ter um bom desempenho no ciclismo é o zigue – zague.

Se a subida for muito íngreme e a largura da via e o tipo de terreno permitir, você pode optar por subir em zigue – zague. Mas, se você estiver em uma competição que é classificada o que chegar primeiro, não opte por esta opção, pois vai demorar mais para terminar a subida, porque a distância a percorrer vai aumentar, mas a inclinação relativa diminui o que em subidas muito fortes pode ser vantajoso.

Entretanto, não se aconselha fazer este tipo de zigue – zague em centros urbanos, pelo fato de que pode aparecer um carro de repente e te deixar sem tempo de sair da frente. Para não correr riscos ao pedalar nas ruas, sua trajetória deve ser previsível para os motoristas, que não devem ser pegos de surpresa.

Saiba algumas outras dicas para um melhor desempenho no ciclismo

Além dessas dicas mencionadas acima de como ter um bom desempenho no ciclismo, há também as que abrangem a parte de nutrição. Essas são as mais importantes e, que provavelmente te darão mais aptidão e força de vontade para concluir a chegada. Confira:

– Hidratação para longas pedaladas:

Se você for fazer alguma pedalada que tenha duração de mais que 2 horas, beba água de coco, isotônico ou Gatorade, estas bebidas são capazes de repor sais minerais e contem carboidratos para manter a energia.

– Alimentação para longas pedaladas:

Ciclista com vários alimentos Para pedaladas longas, o ideal é manter a ingestão de carboidratos de horas em horas, não somente quando sente fome, assim, conseguirá ter energia durante toda a pedalada.

Outra dica importante que até já citamos um pouco acima no texto, mas que vale a pena ressaltar é a questão do conforto, saiba escolher a bicicleta apropriada para a sua atividade física e inclusive para o seu tipo físico.

Não escolha uma bicicleta porque um amigo seu a possui e a acha excelente, cada um tem um gosto e cada pessoa tem um corpo físico. Então, não vá à ideia dos outros, tenha o seu próprio gosto.

Portanto, para fazer longas pedaladas é preciso o mínimo de preparo. Comece com distâncias menores, mantenha regularidade, e se animar, escolha um dia aumentar o seu percurso para lugares mais longos.

Após o termino das atividades, mantenha a boa alimentação, e é claro, descanse, para que no outro dia você possa estar apto para realizar o seu treino novamente ou até mesmo fazer a sua competição.

Esses pequenos detalhes que citamos no decorrer no artigo, fazem toda a diferença, afinal de contas já imaginou você não ter indicação nenhuma de como ter um bom desenvolvimento no ciclismo, como seria que você iria se vestir, se alimentar e até mesmo como escolheria a bicicleta mais adequada a você.

Então, agora que você já teve uma pequena noção das melhores formas para se ter um bom e excelente desenvolvimento no ciclismo, basta você comprar a sua bicicleta, se alimentar de forma correta e começar a pedalar. Quem sabe um dia você não esteja participando de várias competições que envolvam bicicletas. É a sua vez, siga nossas dicas e viva de forma mais saudável com a pratica de atividades físicas ciclísticas.

Se você gostou deste artigo, veja mais em www.bikeloko.com.br/dicas.

Leia Também:

4 comentários sobre “08 Dicas para Ter um Bom Desempenho no Ciclismo

  1. Jair Azevedo

    Gostei demais das 8 dicas, gostaria de saber poderei na mont bike também. Muito obrigado.

  2. bikeloko Autor da Postagem

    Olá Jair, tudo bem?
    Que bom que gostou desta publicação, ficamos feliz.
    Sobre sua pergunta, não entendi bem… As dicas são aplicáveis tanto p/ Speed, MTB ou outra modalidade de ciclismo.
    Abraço e vamos pedalar!!!

  3. douglas

    parabens pelo ortigo muito bom mesmo!!

    sou iniciante de ciclismo ainda estou treinando na ciclovia perto da minha casa, mas já sinto os resultados no corpo, o joelho parou de doer sem motivo, consigo ficar muito mais tempo em pé sem reclamar de dor, sinto que quando subo uma escada de tamanho médio não sofro tanto…

    ciclismo esta me ajudando a melhorar meu condicionamento físico… vou combinar o ciclismo com a musculação, pois quero perder peso sem perder a força…

    valeu abrigado pelo site e pelo artigo…

  4. bikeloko Autor da Postagem

    Olá Douglas, tudo bem? Fico feliz por seus resultados e por ter gostado de nossas dicas. O ciclismo é tudo de bom mesmo, e a tendência é ficar cada vez melhor! Parabéns!!! Bora pedalar e curtir!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *