BIKELOKO

Light ou Diet: Qual é Melhor para a Saúde?

Com a busca desenfreada por um corpo e uma vida saudável e a quantidade de alimentos alternativos que existem nos dias de hoje, é comum encontrar pessoas que trocam quase todos os seus alimentos industrializados por produtos light ou diet. Diante deste impasse da vida moderna, você sabe responder qual destes é melhor para a saúde?

Visando sempre a facilidade de leitura e a compreensão completa de todos os fatores que envolvem este tema, separamos para você uma linha evolutiva que irá sanar, de uma vez por todas, suas dúvidas ao escolher um ou outro item.

1- Alimento Diet: O que é? (Light ou Diet: qual o melhor?)

Sempre quando vamos ao supermercado, a palavra diet está presente em uma gama enorme de produtos industrializados: como bolos, chocolates e refrigerantes, por exemplo.

Light ou Diet: qual o melhor?O importante é ter consciência que quando esta palavra vem estampada em um produto, ela transmite a mensagem de que este possui quantidade zero de algum elemento. Dentre estes elementos, os mais comuns são:

  1. O Açúcar: ou a sacarose tradicional.
  2. A gordura: de todos os tipos ou só a transgênica.
  3. O sal: glutamato monossódico.

Claro que o foco da indústria hoje, é a fabricação dos produtos com zero açúcar, destinados a uma grande massa de pessoas portadoras de diabetes. Porém não podemos excluir pessoas que possuem restrição a gordura (no caso de problemas do coração) e de restrição a sal (pessoas hipertensas).

Muitos buscam produtos diet como uma forma de emagrecer, o que acaba sendo um erro, dado que na maioria dos casos os produtos light seriam o recomendado para este fim.

A grande porcentagem de produtos diet existentes no mercado hoje contém quase a mesma quantidade de calorias e em alguns casos até uma quantidade superior de valor energético. Lembre-se de olhar a tabela nutricional para garantir estar levando para casa a função que realmente deseja em um alimento.

Antigamente os alimentos diet tinham tanto o sabor, quanto a textura alteradas de forma drástica, sendo facilmente perceptíveis ao paladar humano. Com o advento da tecnologia, hoje estes produtos são muito próximos ou quase idênticos aos normais.

Um detalhe é que para atingir estes níveis de textura, aroma e sabor, as fábricas, no caso dos produtos com a eliminação de açúcares, acaba substituindo o açúcar por gordura, o que deixa este alimento extremamente mais calórico.

2 – História da criação dos produtos Light e Diet (Light ou Diet: qual o melhor?)

Light ou Diet: qual o melhor?Os alimentos light e diet foram criados por acaso, como resultado de “acidentes” de laboratório. Foi quando, em 1965 um famoso químico chamado Jim Schlatter lambeu uma solução de aminoácidos que tinha caído em sua mão.

Ele lambeu esta solução e viu que ela tinha um gosto adocicado. Assim foi criado o primeiro adoçante a ser utilizado em refrigerantes diet e light.

Outros adoçantes já haviam sido descobertos (no mesmo processo acidental), mas este foi o primeiro utilizado em massa na produção de alimentos.

3 – Alimento Light: o que é? (Light ou Diet: qual o melhor?)

Mas afinal, o que são estes alimentos Light? Bom, chegamos à outra parte deste artigo e colocamos o light posteriormente para que, dentro deste mesmo tópico, já iniciemos a conversa sobre o comparativo entre os 2 tipos, light ou diet.

Light ou Diet: qual o melhor?Os alimentos light são aqueles que possuem uma considerada redução parcial de elementos, seja ele de qualquer natureza. Como por exemplo:

  • Redução de sódio
  • Redução de gorduras
  • Redução de calorias
  • E até a redução de açucares.

Você deve estar se perguntando:

-“Oras, mas isso não é a mesma coisa que os produtos diet?”.

Não, exatamente pela palavra PARCIAL, que neste caso não abrange toda a eliminação destes componentes, mas de apenas parte desses componentes.

Em decorrência disso, os alimentos light possuem como finalidade principal a adequação a dietas. Estes alimentos light recebem esta qualificação, a partir do momento que atingem uma redução de no mínimo 25% da quantidade total dos elementos citados acima.

Como foco principal da indústria, são comuns que o alvo desta redução seja as calorias, pois comercialmente falando estes produtos são destinadas as pessoas que buscam reduzir peso.

Existe uma diferenciação entre bebidas e alimentos sólidos, onde a quantidade do valor necessário para se atingir o status de light em refrigerantes, por exemplo, é menor. Isso acontece por pressão da indústria de bebidas, que tem envolvimento político forte na criação de normas e leis que as favorecem.

É comum que as pessoas confundam-se ao escolher entre um produto light e diet, muito pela dificuldade de entender com clareza a real diferenciação entre os 2.

4 – Pegadinhas de produtos light e diet (Light ou diet: qual o melhor?)

Esta confusão acontece muito em função da própria indústria destes alimentos promoverem produtos light com conotação diet e vice versa.

Você sabia que existem adoçantes “light”? E barrinhas de cereal “diet”?

Light ou Diet: qual o melhor?Ou seja, um produto que é destinado para o controle da diabetes, tem sua versão que não produz o mesmo efeito e um produto com conotação de redução de peso, na verdade é destinado a diabéticos.

Assim sendo, imagine que você tem intolerância ao açúcar e se distrai ao comprar um adoçante com apenas uma redução de 25% deste item, estará prejudicando sua própria saúde e levando para casa um produto light.

Como já dito anteriormente, uma dica interessante é sempre olhar a tabela nutricional do alimento light ou diet. Normalmente estarão em destaque os elementos com a redução ou a eliminação total de quantidades.

Outra pegadinha muito comum são os termos em inglês que as fábricas impõe em seus comerciais ou rótulos, com a destinação de manipular o consumidor para compra-lo, como por exemplo:

  1. Produtos Slim
  2. Produtos Sugar Free
  3. Produtos Low Sugar

Todos parecem nos deixar magros e felizes não é? Mas na verdade tudo isso é jogada de marketing.

Não se esqueça que por trás da remoção de um determinado elemento, a adição de outros sempre acontece para que haja um equilíbrio entre textura, aroma e sabor. Assim sendo, tome cuidado com a adição de produtos químicos demais, pois eles podem estar te prejudicando ao invés de te ajudarem.

5 – Afinal, qual faz bem a saúde? (Light ou diet: qual o melhor?)

Não existem no mercado só empresas que querem nos manipular e utilizar de artimanhas para nos fazer comprar produtos. Existem também empresas dedicadas a produzir alimentos light e diet que contribuem e muito para nossa qualidade de vida e saúde.

Light ou Diet: qual o melhor?Neste caso, a recomendação é que procure um nutricionista que te instrua de forma correta a como ler a tabela dos alimentos e identificar os componentes que você deve evitar e os que podem ser consumidos.

É com a ajuda profissional que obtemos os melhores resultados. Ela é fundamental também para nosso bolso… Sim dinheiro! Muito por que acabamos investindo um dinheiro alto em alimentos light e diet que não resolvem o problema que temos e ainda nos deixam com o bolso vazio.

Como eles foram inicialmente desenvolvidos para auxiliar no tratamento de doenças, como a diabetes e a hipertensão, por exemplo, sua utilização deve ser feita de forma moderada e não é interessante por em risco nossa saúde pela má utilização de alguns componentes.

Como tudo consumido em excesso, o adoçante também é um problema caso seja utilizado de forma indiscriminada. Como existem diversos tipos do mesmo, o consumo pode estar atrelado a inúmeros produtos.

Muitas pessoas hoje:

  1. Acordam e comem um bolo diet e um cafezinho com adoçante aspartame.
  2. Antes de chegar ao trabalho, pegam uma garrafinha de refrigerante light.
  3. Depois do almoço, como sobremesa comem um iogurte grego light.
  4. Logo após a janta, comem uma gelatina diet para não abusar nos doces.

Caso estivéssemos falando de uma pessoa com disfunções tudo bem, mas alguém que possui a saúde normal, esta rotina acaba sendo nociva. Você já percebeu que em todos os itens citados acima, a adição de adoçantes se faz presente?

Por mais que a pessoa acredite só ter consumido este adoçante no cafezinho, ela está consumindo o mesmo em todos os produtos citados acima. Isso, ao longo do tempo, fará mal a sua saúde.

Uma pessoa saudável pode acabar desenvolvendo resistência a glicose neste processo e a partir daí desenvolvendo o diabetes sem ao menos ter referências passadas em sua família.

Se alimentos light ou diet fazem bem? Isso depende de quanto você possui conhecimento do seu próprio corpo e utiliza estes alimentos de forma harmoniosa.

Conclusão

Alimentos light e diet podem trazer sim muitos benefícios a nossa alimentação. Alguns cuidados devem ser tomados, principalmente na leitura de suas tabelas nutricionais, para que assim identifiquemos aquilo que seja mais adequado a nossa realidade.

Lembre-se que alimentos light e diet são industrializados e quimicamente modificados, o que é de fácil entendimento se você tem um funcionamento normal de seu organismo, o melhor mesmo é que busque utilizar alimentos os mais naturais possíveis.

Por fim…

… Gostou do artigo? Tem mais alguma dúvida sobre alimentos diet e light? Comente abaixo que ficaremos lisonjeados em respondê-lo.

Se você gostou deste artigo, acompanhe www.bikeloko.com.br/dicas.

Leia Também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *