BIKELOKO

Saiba o Por Que Você Sempre Deve Usar a Faixa de Ciclistas

Bem pouco notada pelos motoristas e até mesmo por vários ciclistas, usar a faixa de ciclistas pode impedir diversos acidentes, mesmo com aqueles motoristas mais irresponsáveis e apressados. O nosso instinto de sobrevivência sempre nos faz pedalar mais pela direita da via, para deixarmos um espaço a mais para os veículos e com isso poder evitar que eles acabem nos pressionando, mas fazendo isso acabamos conseguindo o resultado completamente oposto: deixamos espaço para que nos pressionem.

Com toda a construção de faixa de ciclistas no Distrito Federal e uma grande quantidade de ciclistas que vem aumentando constantemente, alguns dos cidadãos de Brasília já começaram a perceber que, para poder incentivar o constante uso da bicicleta no trânsito, não basta somente pensar em estrutura.

Ao começar a usar um meio de transporte que era pouco usado, pensamos em como dividir o espaço urbano que é muito limitado. Insistir apenas na criação de mais um espaço mais dedicado com a ciclovia, não vai resolver todo o problema. Toda aquela eventual sensação de poder tirar alguém do seu espaço, seja o ciclista ou o pedestre fora do caminho dos veículos, não é verdadeira: em certo momento, os caminhos vão se cruzar.

ciclofaixa na paulistaÉ exatamente nas travessias que toda a harmonização do trânsito é posta à prova. E aqueles cruzamentos com sinalização das ciclovias novas, que quase estão prontos (faltando alguns, pelo que se nota, somente a sinalização na vertical, ou seja, as placas), estão mais confundindo várias pessoas ao invés de conseguir harmonizar todo o fluxo.

O conceito da preferência do Código de Trânsito Brasileiro (CTB) dentre transportes diferentes e entre eles e também os pedestres é dito: os maiores tem que zelar pela segurança dos que são menores, e todos os dois tipos pelos pedestres (CTB, art. 29, §2º). Mas as partes de conflito nas travessias, a sinalização e a lei é confusa e complicam mais ainda a regra que aparentemente é simples.

O Código não diz diretamente sobre faixa de ciclistas, mas diz que não dar preferência de passagem aos pedestres e aos veículos não motorizados é uma infração gravíssima:
Art. 214. Não dar preferência para passagem a veículo não motorizado e aos pedestres:

I – que está na faixa a ele destinada;

II – que não tenha terminado a travessia mesmo que tenha o sinal verde para o veículo…

Infração gravíssima;

Penalidade com multa.

Ao andarmos com nossa bicicleta muito à direita da via, quase já dentro da sarjeta (e até ás vezes estando dentro dela), o espaço que fica na pista não será o bastante para fazer uma ultrapassagem mais segura. Mas as vezes os motoristas não conseguem percebem isso, a impressão que fica pra eles é que o espaço não é o melhor mas vai “dá pra poder passar”.

É um fato que quase ninguém deixa aquela distância de um metro e meio que é preciso para uma ultrapassagem mais segura: vários vão passar entre o carro e você do lado e dentre esses vários também alguns podem passar bem rente a você, com um grande risco de tocar no seu guidão ou mesmo fazer você cair só com o susto, e sim, isso pode acontecer! E o veículo que forçar mais essa passagem na maioria das vezes vai dar bem mais distância do veículo que está à sua esquerda do que de você à sua direita, isso por dois principais motivos:

ciclo faixaA Visão: ele tem uma melhor visão do que está do lado dele na hora, e por isso ele tem uma noção bem melhor de espaço e pode evitar muito melhor uma proximidade de risco de colisão.

A Sensação de Perigo: o veículo do lado dele pode despertar uma sensação de perigo, especialmente se for um veículo maior, o que o influencia indiretamente a deixar uma distância um pouco maior. Já o ciclista não consegue despertar essa sensação em grande parte dos motoristas, pelo seu tamanho bem menor.

Se você estiver ocupando uma porção mais razoável da pista, o motorista terá que por pelo menos duas rodas na pista ao lado (ou mesmo contrária) para poder fazer a ultrapassagem, o que quer dizer que ele não vai querer passar entre você e um outro veículo, ele ai fazer uma ultrapassagem bem mais segura, porque não terá veículo que limite o seu desvio para esquerda e ele vai se afastará bem mais.

Qual a Margem de Segurança

Bom, além de forçar os veículos a fazerem uma ultrapassagem com mais segurança, você passando para uma outra faixa de ciclistas, também vai deixar um espaço a mais para escapar de fechadas. Vale lembrar que essa vantagem tem um pequeno problema que para os ciclistas, que infelizmente é bem frequente: um ônibus os ultrapassa e ao invés de se manter em linha reta, vai indo para a direita conforme todas aquelas toneladas de metal vão passando do lado do ciclista, jogando eles na direção da calçada.

ciclofaixaSe você puder deixar essa margem de segurança na sua direita, vai conseguir fazer todo um movimento junto com o do ônibus para conseguir fugir dele; se não conseguir deixar um espaço, pode correr o sério risco de acabar caindo na calçada, pode ser até prensado por um veículo estacionado ou mesmo o pior que é acabar caindo por baixo das rodas do ônibus.

Mais temos mais uma vantagem em seguir ocupando a faixa de ciclistas, nas ruas onde tem veículos estacionados, ao invés de pedalar rente a eles você poderá se afastar bem mais, vai ter uma distância que é o bastante para não tomar portadas desses carros parados. Muitos já levaram portadas e dizem que não é nada bom, e se eles não mantivessem essa distância depois disso, já teriam levado muitas outras. O total de pessoas que abrem a porta do carro sem nem olhar é enorme.

Eles mais procuram e olham um carro normal ou mesmo um farol potente e terminam por abrir a porta sem ver os ciclistas com a sua frágil bicicleta, isso é só mais um motivo para utilizar a lanterna branca que pisca na frente da bike quando à noite e andar na faixa de ciclistas.

O risco maior de bater em uma porta de carro não é nem a queda e nem a colisão: é uma queda no meio da rua e um veículo vim e passar em cima de você, esse risco não é mínimo, por que se você bater com a ponta do seu guidão na porta, o mesmo vai virar rapidamente para a sua direita e você vai cair para a esquerda, voando por cima do seu guidão.

Você andar pela linha do 1/3 da faixa pode ser a melhor solução, isso porque é bem menos antipático do que você andar bem no meio da pista, você no meio da pista eles vão pensar “olha mais que folgado, ele acha que a rua é só dele”, mais já na linha do um terço vão imaginar “pô, você podia ir mais pro lado, né?” ou seja, isso parece bem menos uma provocação.

ciclofaixaAndar no meio da pista pode irrita aqueles que são maus motoristas, que vão ver você como um folgado que só está tirando todo o “direito” deles, e não como alguém que está em seu direito de usar a via, e alguns deles vão te fechar depois de uma ultrapassagem.

Pedalar na linha do 1/3 faz eles acharem que você está cortando volta de alguma coisa, e que não está seguindo em uma linha reta, que você não sabe pedalar direito, ou qualquer coisa, mas não que está ofendendo o “direito exclusivo” do carro sobre as ruas, alguns podem até achar, mas serão bem menos, por isso considere a linha 1/3 e a faixa de ciclistas.

Tente adotar esse método no seu próximo percurso e você vai notar que alguns motoristas poderão até ficar irritados, mas vão passar mais distante de você. Aquelas “finas” vão ser bem menos frequentes e, quando acontecerem, vai ter um espaço para fugir.

Se buzinarem por trás de você, o que é menos comum do que muitos imaginam, de um sinal pedindo para que o motorista espere um pouco e permaneça no seu espaço: ele vai cansar da espera e vai tentar te ultrapassar, mais dando muito mais distância do que se houvesse forçado a ultrapassagem com você no canto, o seu risco vai ser bem menor.

ciclofaixaMas seja simpático: quando você estiver numa via onde tem muitos veículos estacionados e tiver um espaço maior, sem nenhum carro ou mesmo caçamba parados, vá para sua direita e permita que os mais estressados te passar. Depois mais a frente sinalize, tenha certeza que nenhum veículo vem se aproximando em alta velocidade, e volte com cuidado.

Mais e a Lei, o Que Diz?

Mais o que o Código de Trânsito fala sobre tudo isso? Eu estou infringindo a lei? O CTB fala que devemos usar o “bordo”, definindo-o somente como a “margem da pista”, sem falar até aonde vai toda essa margem. Assim sendo, não você está infringindo nenhuma lei de trânsito, é muito importante levarmos em conta como bordo o espaço necessário para que possamos ter mais segurança na condução da nossa bicicleta na faixa de ciclistas.

Se você gostou deste artigo, acompanhe www.bikeloko.com.br/dicas.

Leia Também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *